UNIG - Universidade Iguaçu >>> Seu Portal de Educação na Internet <<<
Feliz Natal
Início da Página (ALT + 1) Conteúdo da Página (ALT + 2) Fim da Página (ALT + 3) Ir para a Busca (ALT + 4) Ir para ao Menu (ALT + 5)
Logo da UNIG




Tamanho da Letra: A- A+

CPA - Comissão Própria de Avaliação: APRESENTAÇÃO

A Comissão Própria de Avaliação e a Autoavaliação na UNIG

Durante muito tempo a Autoavaliação foi vista com desconfiança, como um instrumento de poder controlador. Também havia os que pensavam-na como um preciosismo tecnicista, sem real proveito para os que atuam no dia-a-dia. Bem poucos conseguiam vislumbrá-la como um processo não ameaçador, capaz de prover informações úteis para nortear a direção, saber se estamos no caminho.

Pode-se afirmar que atualmente na UNIG a visão é diferente . A experiência em avaliação está amadurecendo. Paulatinamente vai fazendo parte da cultura institucional. É obvio que ainda há muito por fazer, todavia, é incontestável que já se pensa a Autoavaliação como uma espécie de reflexão sobre a Universidade e seu papel. Uma necessidade conjuntural e ética de todo corpo acadêmico.

Busca-se hoje uma avaliação que vá além da coleta de informações e medidas, e introduza a prática reflexiva, visando à emancipação. A adoção do processo de negociação dos valores produzidos, à luz do agir comunicativo de HABERMAS (1989), mostra-se um rico meio de tratar questões sob diferentes pontos de vista, permitindo o crescimento de todas as pessoas envolvidas.

Levando-se em conta que a prática avaliativa constitui condição indispensável à manutenção da qualidade e, portanto, sobrevivência de qualquer instituição, justifica-se a realização da Autoavaliação da UNIG, tendo em vista a participação da comunidade em sua elaboração, bem como a consciência de seus gestores acerca da abrangência do seu conceito, dos seus objetivos e de sua obrigatoriedade conjuntural e legal. Ademais, também funciona como instrumento que espelha a realidade institucional, com vistas à prestação de contas às comunidades externa e interna; pois, além de garantir o levantamento de informações confiáveis e evidências adequadas da efetividade do processo institucional que assegurem uma análise fidedigna da realidade, propõe diretrizes para a melhoria das ações.

A Autoavaliação Institucional da UNIG, implementada desde 1993, desenvolve um modelo de avaliação interna que incorpora as diretrizes do MEC às práticas de planejamento já consolidadas na Universidade. Este modelo tem permitido conhecer a realidade da instituição, com objetivo de refletir sobre diferentes dimensões de seu cotidiano e elaborar um plano estratégico que possibilite aperfeiçoar os indicadores de qualidade do ensino a partir do diagnóstico de seus pontos fortes e fracos.

Todo o processo da AI é coordenado pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), seus resultados fornecem uma visão de como a comunidade universitária percebe a instituição, suas potencialidades e pontos que requerem melhorias, servindo, portanto, como insumo para as ações de planejamento.

O processo de Autoavaliação Institucional da UNIG é uma conquista de todo corpo social da universidade, visto que neste processo se reflete sobre a própria universidade e atuação de seus agentes. A Autoavaliação já se tornou um evento no qual a mobilização dos dirigentes, funcionários, professores e estudantes compartilham suas perspectivas, tendo como base o ano corrente. Neste processo, a CPA, contando com o auxílio de diversos setores da universidade, planeja e organiza o modus operandi da AI a cada ano.

A Autoavaliação Institucional da UNIG é um processo que busca fazer um levantamento quanti-qualitativo das atividades e serviços oferecidos, por meio do levantamento de dados estatísticos e de sua análise por toda comunidade acadêmica, visando seu aperfeiçoamento. Como toda atividade gestada em uma coletividade, estão envolvidos aspectos ideológicos, políticos, econômicos, culturais. Nesta perspectiva, a própria concepção da Autoavaliação Institucional está baseada nos processos internos, configurados com padrões próprios da universidade. Os princípios que orientam a AI têm como base seus objetivos fundamentais de autorreferência, autoanálise e autodesenvolvimento. Na elaboração dos instrumentos da Autoavaliação foram levadas em consideração as “Orientações Gerais para o Roteiro da Auto-avaliação das Instituições” proposto pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES).

No trabalho desenvolvido pela CPA da UNIG, a comunidade é convidada a contribuir em todas as etapas da Autoavaliação, desde a elaboração do projeto até a discussão e aplicação dos resultados em um processo de autoanálise, que coleta, analisa e emite pareceres frente às informações apuradas por meio de questionários, entrevistas, discussões. O modelo de análise é sócio-qualitativo, no qual professores, alunos, funcionários e gestores se unem com um só propósito: construir uma UNIG que reflita os anseios de seus partícipes e da sociedade.

 






Menu CPA - Comissão Própria de Avaliação
Rodapé
© 2009 - Portal Universitário - UNIG
Site melhor visualizado na resolução 1024x768 e no navegador Internet Explorer.
Campus I - Nova Iguaçu
Av. Abílio Augusto Távora, 2134
Nova Iguaçu - RJ - Brasil
CEP: 26260-045
Tels.: 0800 021-2013 / (0xx21) 2765-4000
Campus V - Itaperuna
BR-356 / KM 02
Itaperuna - RJ - Brasil
CEP: 28300-000
Tel: (0xx22) 3823-4000